8.1.07

No limite


Então Derek [Taylor, assessor de imprensa da Apple Records] ajudou-me a sair da viagem em sua casa depois de voltar de Los Angeles. Ele disse algo como: “Você está bem”, e apontou para as canções que eu havia escrito. “Você escreveu isso”, e “você disse isso”, e você é inteligente, não fique assustado”. Na semana seguinte fui à casa de Derek com Yoko, e nós viajamos de novo, e ele me fez perceber que eu era eu e que estava tudo bem. Era isso. Comecei a lutar novamente, a ser um falador de novo, e a dizer: “Eu posso fazer isso. Dane-se. É isso que eu quero”, você sabe. “Eu quero isso, e não tente me derrubar”. Foi o que fiz, portanto é onde estou agora.

John Lennon, em entrevista à revista Rolling Stone de 21 de janeiro a 4 de fevereiro de 1971.

Um comentário:

Glauco disse...

Lennon não morreu?